Nosso Blog

Quando contratar um perito assistente?

assistente técnico judicial

O perito assistente é o profissional especialista nesta área de atuação e é contratado para auxiliar na produção, preservação, análise e demais atividades técnicas do processo judicial.

O papel do perito assistente é essencial em muitos casos, especialmente quando questões complexas precisam ser esclarecidas. Por exemplo, em casos de fraude de e-mails ou assinatura eletrônica, um perito forense pode ser contratado para examinar o corpo do e-mail e solicitar mais informações sobre o número do IP e a geolocalização do aparelho quando fez a suposta contratação.

Em casos de telecomunicações, um perito pode atuar em campo coletando e analisando o sinal da internet avaliando se está conforme contratado e ajudar a esclarecer as questões técnicas em questão.

O perito assistente desempenha um papel fundamental durante a fase de julgamento, no caso criminal. Eles são responsáveis por destrinchar os detalhes técnicos para o júri e fornecer uma compreensão clara sobre o caso.

Estes profissionais são capazes de traduzir informações complexas em termos simples e de fácil entendimento. Além disso, o perito assistente pode responder quesitos elaborados tanto pelo juiz quanto pela acusação e defesa, de maneira a esclarecer questões primordiais e auxiliar na Justiça.

O perito assistente atua em quais tipos de processos?

O perito assistente pode atuar nos seguintes processos:

  • Processos administrativos: Muitas vezes os processos administrativos discutem termos complexos, e é necessário um profissional técnico capacitado para auxiliar na produção de provas necessárias par ao julgamento;
  • Processos criminais: O código de processo penal tem artigos que falam sobre o perito assistente no âmbito do processo criminal. Inclusive, falamos sobre ele aqui.
  • Processos cíveis e trabalhistas: são os mais comuns de acontecerem. Assinatura digital, e-mails, propriedade intelectual de software, prestação de serviços de tecnologia e informática são os mais comuns.

Por quê devo contratar um perito assistente?

A escolha e contratação de um assistente técnico é o passo mais importante no processo legal, pois os detalhes técnicos que ele é capaz de fornecer, de maneira precisa e confiável, dão o respaldo jurídico ao advogado, para a escolha da melhor estratégia.

Por isso, eles podem ajudar na agilidade do processo. Portanto, é importante considerar que a contratação de um bom perito assistente poderá trazer economia de tempo e dinheiro.

O perito assistente, pelo seu conhecimento técnico pode auxiliar em questões complexas de uma maneira mais eficiente, evitando prolongamentos desnecessários do processo.

Eles são capazes de analisar tecnicamente o processo e subsidiar com elementos probatórios inequívocos, o que pode ser útil para evitar a necessidade de novos gastos futuros. Além disso, o assistente técnico também pode fornecer soluções como a preservação ou produção de prova extremamente técnicas.

Qual a diferença do perito assistente do perito judicial?

Na verdade, o perito judicial é um profissional técnico capacitado para a realização do exame pericial. Por exemplo, se a perícia deve ser realizada em um dispositivo eletrônico, o perito deverá ter formação técnica na área de engenharia elétrica, eletrônica, telecomunicações ou computação. Se for perícia grafotécnica, o perito deverá ter formação técnica e especialização na área de grafotécnica, devidamente comprovada por diploma.

Já o perito assistente é de confiança da parte que o indicou. Ou seja, ele pode ser um funcionário de carreira da empresa, que atua com tecnologia da informação, por exemplo, mas não tem formação em curso superior.

No caso de uma perícia grafotécnica, o assistente poderá ser o advogado da empresa, independentemente se ele possui experiência. Lembre-se sempre que ele é de confiança de quem indicou.

De qualquer forma, cabe ao assistente técnico realizar as atividades inerentes ao encargo.

Quais são as atividades do perito assistente?

O perito assistente têm as seguintes atividades quando indicado no processo judicial:

  • Leitura e análise técnica do processo judicial;
  • Elaboração de quesitos técnicos a serem respondidos pelo perito judicial;
  • Coleta, preservação de provas necessárias para a perícia judicial;
  • Acompanhamento de diligências periciais a fim de produção de prova;
  • Elaboração de parecer técnico;
  • Manifestação sobre o laudo pericial;

As atividades do assistente técnico judicial devem ser acompanhadas pelo advogado ou pela parte contratante, visto que a prova pericial é conhecida como a rainha das provas. Portanto, de alto valor probatório.

Bom vamos ficando por aqui, a partir de agora vamos escrever uma série de outros artigos que demonstrarão vários métodos, um para cada tipo de formato de arquivo, sempre avaliando se as provas digitais são íntegras e autênticas, e também capazes de determinar a autoria e a veracidade dos fatos alegados.

Até o próximo post,

Eduardo Henrique Alves Amorim, Perito Digital.

Gostou desse artigo? Compartilhe!

perícia digital
Perícia Digital

A perícia digital e sua importância nas investigações modernas

De smartphones e laptops a mídias sociais e armazenamento em nuvem, dependemos de dispositivos e plataformas digitais para armazenar e compartilhar nossas informações pessoais e profissionais. Como resultado, a perícia digital tornou-se uma parte essencial das investigações modernas, ajudando a descobrir a verdade em casos que variam de crimes cibernéticos a fraudes corporativas.

Leia mais »